Tratamento sistêmico no câncer de células claras do rim avançado

A imunoterapia com altas doses de interleucina-2 e terapia alvo-orientado contra fatores de crescimento do endotélio vascular(VEGF)têm sido as opções terapêuticas iniciais nos pacientes com câncer avançado de células claras do rim.Um grande ensaio clínico randomizado com o Nivolumab,um agente imunoterápico anti-PD-1,determinou um significativo prolongamento da sobrevida global comparado ao everolimus,um inibidor da mTOR(mammalian target of rapamycin).Em um outro ensaio clínico,o cabozantinib,um inibidor multialvo-orientado da tirosina cinase,prolongou significativamente a sobrevida global comparado ao everolimus.Baseado nestes resultados,o Nivolumab e o cabozantinib tornaram-se os agentes preferidos no tratamento sistêmico de pacientes que progridiram durante ou após tratamento com inibidores do VEGF.Recrutar pacientes para participação de um ensaio clínico formal usando  imunoterapia anti-PD-1 é uma alternativa apropriada à interleucina-2 como tratamento inicial.

2017-01-31T15:53:10+00:00

Deixar Um Comentário