Tratamento de manutenção com o Niraparib no câncer do ovário recidivante sensível à cisplatina

Em um estudo fase III o Niraparib foi comparado com placebo em cerca de 550 pacientes com câncer do ovário recidivante sensível à cisplatina estratificadas pelo status mutacional do genoma germinal.O Niraparib melhorou a sobrevida livre de progressão em todos os pacientes,embora um terço delas tenha apresentado severa toxicidade hematológica.Na ausência de dados sobre a sobrevida global e dado a excessiva toxicidade hematológica,a determinação de duração e estratégia de tratamento adicional(do Niraparib como terapia de manutenção ou com QT na progressão da doença)não ficou claro.O Niraparib permanece uma droga investigacional e não deve ser usada a não ser em ensaios clínicos.

2017-03-13T15:27:08+00:00

Deixar Um Comentário