Pembrolizumab no tratamento do câncer do pulmão não de pequenas células

Anticorpos que bloqueiam os receptores da morte programada 1(PD-1) foram aprovados pelo FDA para o uso no tratamento do câncer do pulmão não de pequenas células avançado e que tenham progredido quando em uso de outras drogas antineoplásicas.O estudo clínico fase II/III KEYNOTE-010,mais de 1.000 pacientes portadores de câncer não de pequenas células do pulmão avançado já previamente tratadas foram randomizados para tratamento com o pembrolizumab 2mg/Kg,versus pembrolizumab 10mg/Kg,versus docetaxel.O pembrolizumab na dose de 2 ou 10mg/Kg foi associado melhora da sobrevida global média em pacientes com pelo menos 50% das células tumorais exprimindo o ligante associado a morte celular programada(PD-L1)(14,9 e 17,3 meses respectivamente,versus 8,2 meses para o grupo tratado com o docetaxel).Poucos eventos adversos grau 3 ou maior foram observados entre os pacientes tratados com o pembrolizumab.Estes resultados apoiam o uso do anticorpo anti-PD-1 no tratamento de pacientes com câncer do pulmão não de pequenas células após falha terapêutica à quimioterapia standard.

2017-01-31T16:09:03+00:00

Deixar Um Comentário