Nas mulheres com câncer do colo do útero avançado,recidivante ou metastático um ensaio clínico,o GOG-240(Gynecologic Oncology Group)demonstrou que a associação da quimioterapia com bevacizumab melhoraram significativamente os resultados,incluindo um prolongamento da sobrevida global,comparativamente com a administração da quimioterapia isolada.Baseado nestes resultados o FDA aprovou o uso do bevacizumab em combinação com a quimioterapia antineoplásica neste grupo de pacientes em agosto de 2014.