O FDA aprovou o ribociclib em combinação com um inibidor da aromatase como terapia endócrina inicial no tratamento de mulheres pós menopausadas portadoras de câncer da mama receptor hormonal positivo,HER2 negativo,com doença avançada ou metastática

A aprovação foi baseada em um ensaio clínico randomizado duplo cego,grupo controle com placebo denominado MONALEESA-2,em mulheres pós menopausadas portadoras de câncer da mama receptor hormonal positico e HER2 negativo com doença avançada ou metastática que ainda não foram submetidas a qualquer terapia nessa fase da doença.Um total de 668 pacientes foram randomizdas para serem submetidas a tratamento quer com o ribociclib associado ao letrozole(334 pacientes)ou com placebo associado ao letrozole(334 pacientes).O ribociclib foi prescrito na dose de 600mg via oral uma vez ao dia durante 21 dias,interrompido por sete dias para em seguida retomar o tratamento e assim sucessivamente.O placebo foi administrado da mesma forma do ribociclib.O letrozole foi administrado na dose de 2,5mg via oral ao dia em contínuo.O tratamento só foi interrompido nos casos de progressão da doença ou se toxicidade excessiva.A taxa de resposta objetiva nas pacientes com doença mensurável foi de 52,7% no grupo tratado com o ribociclib associado ao letrozole e de 37,1% no grupo tratado com letrozole associado ao placebo.Estudo ainda imaturo para definição da sobrevida global.A sobrevida livre de progressão media ainda não foi alcançada no grupo tratado com ribociclib associado ao letrozole e foi de 14,7 meses no grupo tratado com placebo associado com letrozole(p<0,0001).

2017-03-30T10:34:02+00:00

Deixar Um Comentário