O prognóstico dos pacientes com câncer escamoso avançado da cabeça e do pescoço que progride após tratamento quimioterápico antineoplásico é ruim,novos procedimentos terapêuticos são necessários para o tratamento destes pacientes.Um grupo de pacientes de um estudo fase I/II tratados com o pembrolizumab(imunoterápico inibidor do checkpoint da divisão celular),também um anticorpo monoclonal anti-PD-1,induziu remissão em 25% dos pacientes,algumas das quais foram duráveis.Se estes resultados forem confirmados com a acompanhamento mais longo em estudos adicionais,esta será uma opção terapêutica importante para este grupo de pacientes.